CAICÓ

ESTE BLOG VAI DESTACAR AS COISAS DA CIDADE DECAICÓ E DOS MUNICÍPIOS LIMITROFES: CRUZETA, FLORÂNIA, JUCURUTU, JARDIM DO SERIDÓ, SÃO FERNANDO, SÃO JOSÉ DO SERIDÓ, SÃO JOÃO DO SABUGI, SERRA NEGRA DO NORTE, TIMBAÚDA DOS BATISTAS (RN) E VÁRZEA (PB) – STPM JOTA MARIA, JOTAEMESHON, JULLYETTH, JÚNIOR E JÚLIA – MOSSORÓ-RN

BLOGS DO PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

segunda-feira, 8 de junho de 2015

MEDICINA DA UFRN-CAICÓ É DESTAQUE

O curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Caicó, que adota o argumento de inclusão regional, atingiu a maior nota de corte do Brasil no primeiro dia de inscrições no Sistema de Seleção Unificada (SiSu): 868,98. Já na classificação parcial do Ministério da Educação, sem considerar esse argumento, o curso não figura entre os 10 mais concorridos do país. Na próxima quinta-feira (22), quando encerra o período de  inscrições, para a primeira chamada do Sisu 2015, será conhecida a nota geral mínima para o candidato a uma das 40 vagas ofertadas para esse Campi. 
Alex RégisLaboratórios do curso de Medicina do Campi de Caicó são um dos atrativos e diferenciais do cursoLaboratórios do curso de Medicina do Campi de Caicó são um dos atrativos e diferenciais do curso

A alta pontuação é atribuída a dois fatores, pontua George Dantas de Azevedo, diretor da Escola Multicampi de Ciências Médicas da UFRN, em Caicó. Um deles é o recurso que aumenta a pontuação de alunos que estudam na região em que o campus está inserido: o argumento de inclusão regional. Desde 2013, a UFRN adotou o mecanismo que consiste no acréscimo de 20% na nota final do candidato no processo seletivo. 

“Esta é uma política de interiorização adotada para todos os cursos em todos os campi, exceto de Natal e em Macaíba, para favorecer a fixação do profissional formado pela UFRN, nestes locais”, explica George Dantas. Além disso, de forma indireta, a política de ensino superior influencia  a qualidade de ensino fundamental e médio de escolas do interior e movimenta a economia. 

A medida segue modelo adotado em países como Canadá e Austria, que apresentaram  redução significativa no êxodo de profissionais das cidades universitárias, após a conclusão do curso. O argumento de inclusão regional é concedido a alunos das redes públicas e privadas que comprovem a conclusão do Ensino Fundamental e de cursar  os três anos do Ensino Médio nas 15 regiões e microrregiões do Estado e da Paraíba (veja quadro na página 10), previstas na resolução da UFRN. E restrito ao acesso de alunos aprovados para o Centro de Ensino Superior do Seridó (CERES), em Currais Novos ou Caicó, e Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA), em Santa Cruz.
Um aluno que concorre a vaga de Medicina em Caicó, numa segunda chamada, caso queira pleitear vaga no mesmo curso do campus Natal não contaria com o bônus”, afirma o professor.

Mas não é só isso, explica ele, a qualidade do ensino com  metodologia diferenciada para abordar o mesmo conteúdo da grade curricular do curso de medicina na capital. “A metodologia é mais voltada para a resolução de problemas junto a comunidade, no interior, zona rual, desde o primeiro semestre. Isso atrai mais os estudantes”, afirma o diretor.

Candidata ao curso de Medicina, a caicoense  Sarah Liz Araújo Melo, de 18 anos, critica o argumento de inclusão. Por ter estudado em Natal, ela desistiu de concorrer a vaga na cidade em que nasceu por considerar “inacessível” atingir o ponto de corte no campus Caicó. “É restritivo, inacessível, não tive como me inscrever lá por isso. Minha média dar para competir as vagas na UFRN e UERN, mas não na minha cidade”, lamentou.
FONTE - TRIBUNA DO NORTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

EQUIPE

EQUIPE
JOTA MARIA, JOTAEMESHON, JULLYETTH E JOTA JÚNIOT

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS
COM 77 BLOGS E MAIS DE 2 MIL LINKS

Quem sou eu

Minha foto
PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS, LEVANDO O RIO GRANDE DO NORTE ATÉ VOCÊ E PARA O MUNDO, ATRAVÉS DE 77 BLOGS E MAIS DE 2 MIL LINKS - MOSSORÓ-RN, 2 DE FEVEREIRO DE 2014

F. GOMES

F. GOMES
FRANCISCO GOMES DE MEDEIROS, ASSASSINADO NO DIA 18 DE OUTUBRO DE 2010